bèrro sucinto via e-mail (feed):

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

feliz, egoísta e generoso

Ver a felicidade em alguém que nós amamos é tão bom quanto ver a própria felicidade. Quando repensei isto, percebi que estava vendo a minha felicidade. A alegria da outra pessoa era minha alegria. Sou louco por felicidade ou sou feliz, egoísta e generoso?

“Amai para entendê-las: Pois só quem ama pode ter ouvido. Capaz de ouvir e de entender estrelas”. Olavo Bilac

Nenhum comentário: