bèrro sucinto via e-mail (feed):

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

eus

Às vezes um de meus eus
quer azedar os outros,
quando todos os outros parecem ter ido a passeio.

Entram sopros carregados de sensações.
Ventam apenas meus sentidos
e enchem o que esvaziou,
e sabe-se lá o motivo de ter esvaziado!

É que às vezes me ponho a pensar apenas pelos atos e não pelos fatos.

Os atos comandam meu caminho por instantes,
e estes microtempos parecem me encantar.
Até que outros meus eus, que por segundos foram soprados,
voltam como furacão.

Mais vale pensar com minhas razões e meus corações.
Estes não espelham-se em pequenos instantes e sentidos,
mas refletem os meus melhores eus.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

corpo circunscrito

Você. Você tem que lutar contra as tuas fraquezas.
Ninguém mais pode fazer isso a não ser
você. Você já começou a lutar contra tuas fraquezas?
Pessoas juntam-se para compartilhar idéias,
momentos, realizações, vidas, uma infinidade de coisas.
Estamos cercados de pessoas,
e mesmo assim por algum momento nos cercamos de uma solidão, e as pessoas continuam nos cercando.
Um corpo circunscrito.

Não há ninguém que tire essa solidão. Não há ninguém que não guarde essa solidão. Não há ninguém que consiga eliminar essa solidão.
Há vontade de vencê-la, há vontade de guardá-la no fundo do baú, há vontade de aceitá-la, há vontade de eliminá-la.

Esta solidão que tanto falo, são exatamente tuas fraquezas.
Você já começou a lutar contra tuas fraquezas?