bèrro sucinto via e-mail (feed):

domingo, 28 de março de 2010

O Silêncio

Aprendi a praticar o silêncio.
Não o silêncio ausência de sons, o vácuo
é inimaginável a ausência de som
Pratico o silêncio no pensamento.
Quando o nada toma conta de mim.
Quando a abstração me leva a reflexão,
e o que me liga ao mundo caneta-papel.


continuo ouvindo
ruídos de pessoas, carros, buzinas,
e a gravidade domina por completo meu corpo franzino.
Mas nenhuma energia controla
o silêncio que flutua em mim.

Nenhum comentário: