bèrro sucinto via e-mail (feed):

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A amo

Nos desentendemos sem oscilar.
Aceitamos o que nos difere
e curamos o que nos fere.
A amo porque nus,
amamos.

22/09/2009

3 comentários:

Sorraine disse...

O amo muuuitoooo!!!
;**:

Rob Ville disse...

Gostei de suas poesias. Tem certa personalidade.

Alberto Pereira disse...

Poxa, muito obrigado!
Abraços