bèrro sucinto via e-mail (feed):

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Necessidade

Olha lá quem vai passando!
A necessidade de alguém!
Passou de baixo do meu nariz
Mas minha boca não fala por ninguém

E se rolar dimdim, ajudar o quê que tem?
Necessidade nasça em mim também!

Veja bem no meu contrato de ajudante termo 34, 35 e 36
É necessário que eu seja alimentado pro teu problema ser meu problema outra vez
Ou então eu olho só acima da minha testa e meu protesto é que teu verbo fale mais em verba
Molhando um na minha mão o teu problema é solução,
quem disse que necessidade não pega, não?

Nenhum comentário: