bèrro sucinto via e-mail (feed):

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Inércia

Pensar...
Desde quando o ar rompeu meus pulmões
E o meu corpo-máquina começou a funcionar,
coisa nenhuma penso mais
e nunca mais vou pensar.
Sou inércia e penso por ela.

Nenhum comentário: